Privacidade na internet: conheça os cookies, web beacons e flash cookies

A privacidade é algo colocado em xeque em tempos de internet. Redes sociais, hábitos de navegação, acesso a sites sem boas políticas de privacidade podem ser alguns elementos que colocam seu perfil em risco. Entretanto, há ainda elementos por trás de páginas web que podem armazenar seus dados e confiscar algumas informações.

Há pequenas peças de informações em páginas eletrônicas que são depositadas em seu navegador e armazenam seus gostos pessoais. Desta forma, ao você voltar em determinado site, ele mais rapidamente te reconhecerá e oferecerá suas preferências.

Por exemplo: supondo que você tenha personalizado a cor de fundo de seu webmail. E, assim, toda vez que entra nele, ele está na cor escolhida. Quem gravou essa informação e a usa para oferecer sua personalização são cookies. 
Mas eles não são os únicos informantes de quando você navega na web. Entenda mais sobre eles - bem como de web beacons e flash cookies. Todos eles são elementos que tem a ver com sua privacidade.

Cookies
O cookie é um arquivo de texto que tem como principal função armazenar as preferências do usuário em todos os sites. Quando você busca algum produto em determinado site e ele aparece em sua tela quando você navega em outras páginas, foi o cookie quem informou isso ao sistema. É o cookie quem diz que você é você e que você queria aquele produto.

Flash cookies
Os flash cookies são geralmente utilizados pelo Adobe Flash Player e armazenam configurações relacionadas a vídeos e músicas, por exemplo. O maior problema dos flash cookies é que eles também podem armazenar identificadores, que são capazes de rastrear as páginas que você costuma visitar de uma forma mais frequente do que os cookies.

Web beacons
Os web beacons podem estar presentes em páginas da web ou mesmo em e-mails. Eles permitem, quando o usuário clica em imagens, que um site consiga coletar ou transferir 
informações para o usuário.

Com os web bugs, assim também chamados, o seu computador pode ser monitorado de forma que seja possível verificar seus e-mails, os seus dados armazenados na máquina. Se um remetente lhe envia um web beacon mascarado, ele pode conseguir ter acesso a seu e-mail e utilizá-lo para enviar diversos spams para demais usuários.

  • Email, SSL
  • 0 Usuários acharam interessante!
Esta resposta lhe foi útil?

Related Articles

Porque não compartilhamos SSL para websites

Você compartilharia sua escova de dentes? Provavelmente não, pois não se exporia a riscos de...

Ataques DoS (Denial of Service) e DDoS (Distributed DoS)

Introdução Quem acompanha os noticiários de tecnologia e internet certamente já se deparou com...

Como limpar um Computador Infectado por Malware

Seu PC foi infectado apesar de seus esforços para mantê-lo seguro? O notebook de um amigo tem...

Aplicando segurança em seu FTP ou arquivos públicos

Neste artigo iremos falar sobre segurança em FTP (File Tranfer Protocol). O FTP é um protocolo da...

Proteja seu WordPress de Força Bruta

WordPress é uma plataforma de blogging completa. É feito altamente personalizável e fácil de...